Setores espontâneos independentes e coletivos feministas se mobilizaram no Brasil para atender ao chamado de Angela Davis, Nancy Fraser e outras feministas para conformar uma Paralisação Internacional das Mulheres, o chamado 8M, neste Dia Internacional da Mulher.

O Fórum de Segurança Pública do Brasil constatou em 2014 que uma mulher é violentada a cada 11 minutos. Para além daqui, prometem aderir à paralisação mulheres da Argentina, Austrália, Bolívia, Chile, Costa Rica, República Checa, Equador, Inglaterra, França, Alemanha, Guatemala, Honduras, Islândia, Irlanda do Norte, Irlanda, Israel, Itália, México, Nicarágua, Peru, Polônia, Rússia, El Salvador, Escócia, Coreia do Sul, Suécia, Togo, Turquia, Uruguai e EUA.

Na cidade de São Paulo, uma marcha acontece na avenida Paulista, com concentração a partir das 16h no vão livre do MASP. Saiba mais informações aqui. https://www.facebook.com/events/1872567573029232/

Mais cedo, às 15h, ato na Praça da Sé chama atenção para a Reforma da Previdência defendida pelo governo do Presidente Michel Temer, que prevê idade mínima de 65 anos para aposentadoria tanto para homens quanto para mulheres e 49 anos de contribuição para se aposentar com valor integral. Saiba mais aqui. https://www.facebook.com/events/177977869360921/

Extremo Sul

Além do centro, vários atos devem acontecer pelas bordas da cidade. As mulheres de Parelheiros e da região do Extremo Sul de São Paulo estarão reunidas para marchar contra a discriminação, o machismo e todas as violências sofridas no cotidiano.

A concentração começa cedo, a partir das 9h na Praça Júlio Cesar de Campos para a produção de cartazes. A partir das 10h, mulheres e apoiadores da causa irão em marcha até o Centro de Cidadania da Mulher de Parelheiros.

No Centro de Convivência, vai rolar uma roda de conversa sobre alimentação, pic-nic coletivo e um Sarau muito especial: participação confirmada de: Sarau das MinaEscritureiros: Escrita, Aventureiros de ParelheirosSarauê#QuintaemMovimento e #SaraudeCordas.

O evento também conta com outras intervenções artísticas. Confira a programação completa no link.

Com informações do Periferia em Movimento