No Observatório do terceiro setor

Agora em março, a empresa de pesquisa Ipsos divulgou um estudo global sobre feminismo e igualdade de gênero que revela o quanto mulheres de diferentes países temem lutar pelos próprios direitos. E as notícias não são boas para o Brasil: o nosso país é o terceiro do mundo onde as mulheres mais têm medo de defender a igualdade de gênero e a própria liberdade. No total, 41% das brasileiras têm esse receio. Os outros dois países com as taxas mais altas são a Índia (54%) e a Turquia (47%). A média dos 24 países pesquisados é 26%.

O estudo também investigou em que países é mais forte a crença de que as mulheres são inferiores aos homens. Neste ponto, foram questionados homens e mulheres. O resultado apontou a Rússia e a índia como os países que mais acreditam nisso: 46% da população, em ambos os países. A média mundial de pessoas que têm essa crença é de 18%. No Brasil, 16% das pessoas acreditam na inferioridade feminina.

A pesquisa também questionou se os entrevistados veem desigualdade de direitos sociais, políticos e econômicos entre homens e mulheres. 72% dos entrevistados no mundo responderam que sim. E a Rússia foi o único país em que menos da metade da população respondeu sim (42%).

O levantamento foi realizado entre 20 de janeiro e 03 de fevereiro, via painel online em 24 países: África do Sul, Alemanha, Argentina, Austrália, Bélgica, Brasil, Canadá, China, Coreia do Sul, Espanha, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha, Hungria, Índia, Itália, Japão, México, Peru, Polônia, Rússia, Servia, Suécia e Turquia. Foram entrevistadas 17.551 pessoas, sendo adultos de 18 a 64 anos nos Estados Unidos e no Canadá e de 16 a 64 anos nos demais países. A margem de erro é de 3,5%.

Para acessar todos os resultados, clique aqui.