O debate sobre as políticas de drogas foi apontado como urgente para analisar formas de se fortalecer a paz, a segurança e a agenda da juventude. O assunto se sobressai quando avaliada a população de jovens negros e periféricos, as maiores vítimas da violência policial e do encarceramento em massa resultantes da atual política de drogas no Brasil, segundo os participantes do evento.